Suspeita de racismo em escola particular vira caso de polícia

Os pais de um garoto de oito anos, dizem que o filho está sofrendo racismo dentro da sala de aula por um colega da mesma idade, em uma escola particular de Brasília. Segundo o pai, as ofensas se repetem desde o fim do ano passado. A revolta da mãe foi parar em uma rede social e já ganhou apoio de mais de uma centena de pessoas. A família acusa a escola de omissão. Diz que tentou várias vezes marcar uma reunião com os pais dos outros alunos e a direção, mas nunca foi atendida. A mãe do menino agredido registrou boletim de ocorrência e o caso será encaminhado ao Conselho Tutelar. O advogado da escola rebate, diz que a diretora está em contato com as famílias, e defende que o problema seja resolvido no ambiente escolar.

You may also like...